Blog

Ouvinte empático: 10 passos para melhorar sua empatia.

A escuta empática, também chamada de escuta ativa ou escuta reflexiva, não é simplesmente prestar atenção no que o outro está falando. É fazê-lo se sentir aceito e compreendido.

Quando praticada corretamente, a empatia aprofunda as conexões que temos com outras pessoas, dando à elas uma sensação de pertencimento. E aprendê-la e praticá-la é muito fácil!

Corrija sua postura corporal

O primeiro passo para mostrar a alguém que ela tem toda a sua atenção é ficar de frente para ela, mantendo contato visual de forma relaxada.

Às vezes, quando alguém está falando conosco, podemos inconscientemente nos afastar dela, fazendo nossos pensamentos irem para outro lugar. Mas a escuta empática envolve todo o corpo.

Imagine que sua amiga mais próxima aparece chorando. Você casualmente perguntaria a ela o que há de errado sobre seu ombro? Provavelmente, você imediatamente se viraria para olhá-la de frente. Procure fazer o mesmo em qualquer conversa.

Livre-se das distrações

Temos andado tão presos aos nossos telefones que não percebemos quando alguém na nossa frente está tentando se conectar significativamente.

Ao invés de ficar respondendo mensagens e concordando com o que seus amigos estão dizendo, deixe tudo de lado e peça à eles fazer o mesmo. Ao se livrar das distrações, vocês podem se concentrar uns com os outros e estar mais presentes.

Ouça sem julgar

É difícil para as pessoas se conectarem de verdade quando se sentem julgadas. Para evitar isso, preste atenção ao que elas estão dizendo e evite responder com desaprovação ou crítica, mesmo não concordando com o que elas estão dizendo.

Por exemplo, caso uma amiga conte a você que está tendo problemas no relacionamento, ao invés de pular imediatamente para o que você acha que estão fazendo de errado no relacionamento, opte por algo como: “Sinto muito em ouvir isso, você deve estar sob muita pressão agora.”

Isso não significa que você não possa dar sugestões, especialmente se pedirem. Só não faça isso quando estiver desempenhando o papel de ouvinte.

Não faça disso “sobre você”

Evite dizer seu próprio ponto de vista quando estiverem compartilhando algo importante com você.

Se alguém acabou de perder um parente, por exemplo, não responda mencionando suas próprias perdas. Em vez disso, mostre que você se importa, fazendo uma pergunta sobre suas experiência juntos ou simplesmente oferecendo seu apoio.

Essas são algumas respostas que você pode tentar:

  • “Lamento profundamente a sua perda. Eu sei o quanto você o amava.” 
  • “Conte-me mais sobre sua mãe.”
  • “Não consigo entender como você se sente, mas estou aqui quando você precisa de mim.”
  • Esteja presente

Quando outra pessoa estiver falando, evite pensar no que você vai dizer a seguir ou interrompê-la. Aguarde pausas na conversa para começar.

Tente se concentrar e imaginar o que ela está dizendo para lhe ajudar a ficar atento em conversas mais longas.

Preste atenção ao sinais não verbais

Não ouça apenas com os ouvidos.

Você pode identificar o que uma pessoa está sentindo apenas observando sua linguagem corporal e tom de voz. Observe a expressão ao redor de seus olhos, boca e como ela está sentada.

Se os ombros da sua amiga estão caídos enquanto ela fala sobre o dia dela, por exemplo, ela pode precisar de um apoio extra.

Evite oferecer soluções

Não é porque alguém compartilha os problemas dela com você que ela está em busca de conselhos em troca. Lembre-se de que a maioria das pessoas está procurando apenas aceitação e suporte e provavelmente não terá interesse algum em ouvir as soluções que você tem a oferecer (por mais bem-intencionadas que sejam).

Se a sua amiga acabou de perder o emprego e quer desabafar, por exemplo, evite sugerir lugares para ela enviar seu currículo (você pode dar essa informação mais tarde, se ela demonstrar interesse). Ao invés disso, deixe que ela assuma o controle da conversa e só dê sua opinião se solicitado.

Não subestime as preocupações

Ouvir com empatia significa estar atento durante conversas desconfortáveis ​​e não depreciar as preocupações e sentimentos da outra pessoa.

Mesmo que os problemas dela pareçam pequenos para você, simplesmente reconhecer os sentimentos dela pode fazer com que ela se sinta ouvida e aceita.

Reflita sobre os sentimentos

Ao ouvir, é importante mostrar que você entendeu o que a outra pessoa está tentando lhe dizer. Isso significa acenar com a cabeça e oferecer respostas, lembrando-se dos detalhes e repetindo os pontos-chave para ela.

Para provar que você está ouvindo, tente as seguintes frases:

  • “Você deve estar emocionado!”
  • “Essa parece uma situação difícil de se estar.”
  • “Eu entendo que você se sinta magoado.”
  • Não se preocupe em errar

Ninguém é perfeito. Você pode ter momentos durante uma conversa em que não tem certeza do que fazer ou dizer. E às vezes você pode dizer a coisa errada. Todo mundo faz isso em algum momento.

Em vez de se preocupar se está ouvindo ou respondendo adequadamente, concentre-se em se manter presente. Na maioria das vezes, as pessoas simplesmente querem ser ouvidas e compreendidas.

 

Comentários