Blog

OS ALTOS E BAIXOS NO PROCESSO DE MUDANÇA DO COMPORTAMENTO ALIMENTAR

Quando começamos um processo de mudança no nosso comportamento alimentar e estamos alcançando nossos objetivos, tudo parece estar indo certo, sentimos que isso irá durar para sempre.

Mas aí, uma determinada semana vemos que o emagrecimento não veio, ou um final de semana vamos a uma festa e comemos demais, ou alguma noite temos algum comportamento compulsivo que achamos que já tínhamos abolido das nossas vidas. Vem a tristeza, a frustração, e a sensação de que nada que foi feito adiantou e que estamos exatamente iguais a antes de iniciar o processo.

Esses altos e baixos são comuns a qualquer processo de mudança – especialmente quando falamos sobre comportamento alimentar – a questão é como lidamos quando as coisas não vão como gostaríamos. Temos a tendência de sermos muito críticos conosco, julgando, se culpando, achando que se fizermos isso, o comportamento não se repetirá.

Porém, o que muitas vezes acontece é que essas respostas autocríticas aumentam o estresse interno, fazendo com que se coma mais, e continue tendo os comportamentos que não gostaríamos de ter tido.

Pensamentos como “Não está funcionando mesmo, então para quê continuar?”, “Nunca vou conseguir mudar, deve haver algo muito errado comigo” ou “Já que fiz isso errado, vou seguir comendo mesmo”, são comuns, e se tidos como verdade, podem fazer com que um deslize gere uma desistência do processo.

Precisamos perceber que falhas e deslizes são comuns a todos nós, e parte de qualquer processo de mudança. Aprender a responder de forma gentil à essas sensações, pensamentos e comportamentos, pode ser a chave para evitar que isso se torne um ciclo vicioso que nos afaste cada vez mais da nossa meta.

Da próxima vez que você sentir que falhou ou se sentir frustrado com algum comportamento ou pensamento que tiver, pergunte a si mesmo o que falaria para um amigo que esteja passando por essa situação. Perceba os pensamentos críticos e julgadores, mas tente responder a eles com outros pensamentos que demonstrem mais paciência e compreensão a si mesmo, valorizando o caminho já trilhado e as conquistas que teve até aqui. Isso vai ajudar com que você se sinta mais capaz e motivado para seguir em direção à suas metas, lide de maneira mais leve com os momentos difíceis, e se engaje em comportamentos mais saudáveis.

O CREEO elaborou um dos programas mais completos baseado nos princípios do Mindful Eating para guiar seus clientes em uma jornada de 12 semanas. Serão abordados pautas sobre comportamento alimentar e  sobre quais atitudes queremos mudar e quais são os obstáculos para desenvolver uma relação mais saudável  com a comida, entre outros. 

Comentários