Blog

MITO DAS BARRINHAS DE CEREAL

Quando você pensa em barrinhas de cereal, certamente a primeira coisa que você lembra é de dieta, mas você sabia que as barrinhas de cereal convencionais que encontramos no supermercado na verdade são, em sua maioria, compostas por carboidratos simples de rápida absorção? Além disso a maioria delas tem uma qualidade nutricional duvidosa porque possuem muitos aditivos químicos, muitos conservantes e por vezes até o próprio adoçante que é colocado nesses produtos pode trazer diversos problemas de saúde quando utilizados de maneira excessiva e a longo prazo.

Apesar de ser melhor procurar outros tipos de alimentos para saciar aquela fominha, como frutas, nós sabemos que as barrinhas são práticas para uma emergência em que queremos comer algo rápido para “enganar” a fome. Então afim de ajudar nossos pacientes a escolherem opções melhores entre as marcas disponíveis, nós viemos compartilhar qual é a forma então mais indicada para uso desse tipo de alimento:

Atualmente em algumas lojas de produtos naturais nós vamos encontrar muitas barrinhas de Nuts, ou seja, com uma composição um pouco mais natural e qualificada visto que tem a presença de nozes, castanhas, de oleaginosas de maneira geral, e também em alguns casos de algumas frutas secas. É sempre importante verificar os rótulos desses alimentos e observar o tipo de composição que tem em cada barrinha. Nossa nutricionista Letícia indica que no caso de ser necessário optar por esse tipo de alimento, se escolha as barrinhas NutsBar da marca Banana Brasil, as barrinhas de nuts da biO2  ou da &Joy Mixed Nuts que são as mais naturais dentre as disponíveis no mercado. 

#dica da nutri: existe também para nos ajudar um aplicativo que nos mostra a qualidade dos alimentos, chamado Desrotulando, que vai trazer sempre informações sobre o alimento mais saudável e qualificado com menos aditivos químicos e que traz mais benefícios para a saúde, nos ajudando a entendermos melhor a composição dos alimentos que consumimos e termos mais consciência sobre nossa comida e de onde vem, quando não temos uma nutricionista por perto.

Comentários