Blog

Iniciando-se na meditação?

Começando agora a praticar meditação? Nós te trazemos algumas dicas para te ajudar. A consciência na sua respiração pode servir como uma base constante para a atenção plena em tudo que você faz. Explore esta prática em seis etapas para tornar a atenção plena parte de sua rotina diária:

Comece escolhendo um local adequado para sua meditação. Sente-se num lugar confortável e tranquilo no qual não seja facilmente perturbado. Crie e curta seu pequeno santuário, colocando uma almofada ou cadeira e tornando-o o mais confortável e propício para a meditação.

Em seguida, estabeleça um horário regular para praticar de acordo com a sua agenda semanal em que você possa meditar e manter a concentração. Comece aos poucos, 10 ou 20 minutos, e conforme for se sentindo mais confortável, vá aumentando o tempo da sua meditação. A prática diária pode se tornar automática e lhe trazer inúmeros benefícios para controle da ansiedade e relaxamento.

Encontre uma postura confortável na cadeira ou almofada na qual você possa sentar-se ereto sem estar rígido, deixe suas mãos relaxadas, seu coração tranquilo e seus olhos fechados suavemente. A princípio, sinta seu corpo e suavize as tensões perceptíveis. Tente não desviar sua atenção, é muito importante estar concentrado.

Preste a sua atenção apenas em sua respiração. Faça algumas respirações profundas para ver onde você pode sentir a respiração mais facilmente, como a sensação tátil do frescor ou formigamento nas narinas ou na garganta, o movimento do peito ou a subida e a descida da barriga. Então deixe sua respiração fluir naturalmente. Sinta sua respiração com muito cuidado. Sua mente provavelmente vagará, e quando você perceber isso, não importa quanto tempo você demore para perceber, basta voltar para a próxima respiração e se concentrar novamente.

Depois de algumas respirações, sua mente provavelmente vagará. Quando você perceber isso, não importa quanto tempo você esteja ausente, basta voltar para a próxima respiração. Antes de voltar, você pode reconhecer conscientemente aonde foi, depois retorne para sentir a próxima respiração.

Enquanto você se senta para meditar, deixe a respiração mudar de ritmo naturalmente, permitindo que ela seja curta, longa, rápida, lenta, áspera ou fácil. Acalme-se relaxando na respiração. Quando sua respiração se tornar suave, deixe sua atenção se tornar suave e cuidadosa, tão suave quanto a própria respiração. Haverá dias em que você conseguirá manter a mente calma com mais facilidade, e dias em que será mais difícil, mas mantenha a constância e o empenho, isso é normal.

Durante semanas e meses dessa prática, você aprenderá gradualmente a se acalmar e se concentrar usando a respiração.  Apenas fique com isso. Ao ouvir profundamente, você descobrirá que a atenção plena desenvolvida na respiração ajuda a conectar-se e acalmar todo o seu corpo e mente.

Comentários